Você consegue me perdoar?

Hoje eu escrevo o primeiro de uma saga de textos sobre a vida de uma forma mais prática, um tanto mesmo filosófica e até mais simples.

Venho falando muito sobre depressão e como viver com isso, coisa que ainda falarei, pois faz parte da minha vida, mas eu ando vivendo outras coisas maravilhosamente novas e quero compartilhar com você.

Eu percebi que AQUI é a minha casa, o blog Franca Mente, não as redes sociais, por isso, vou começar a postar mais aqui do que o usual, afinal de contas eu tenho muita coisa pra compartilhar.

Vamos começar pela minha primeira realização: o Franca Mente se tornou um blog de lifestyle, não mais um blog de sustentabilidade ou saúde mental ou até mesmo desabafos espaçados.

Vou compartilhar com vocês meus pensamentos, sentimentos, afazeres, viagens, tudo o que envolve viver uma vida simples e com propósito, afinal de contas o lema desse blog é “vivendo com propósito”, não é mesmo?

Hoje vou compartilhar com você o motivo do meu sumiço.

Em março eu passei por um procedimento cirúrgico pouco antes do meu aniversário. Eu tive que ficar de repouso por 30 dias. Não conseguia comer direito, ficar em pé muito tempo e nem fazer exercícios.

Acontece que nesse período de 30 dias de repouso minha mão contraiu erisipela, uma infecção muito séria da pele que quase levou a vida dela. Foi um período muito difícil!

Eu tive que cuidar dos negócios da família, da casa e da minha saúde enquanto eu cuidava da minha mãe que não podia fazer nada além de repousar o dia todo com as pernas pra cima. Eu tinha que correr toda hora em casa pra levar comida pra ela, cuidar do quarto dela e essas coisas. Foi doloroso ver ela daquele jeito e eu espero que a gente nunca mais passe por isso.

Quando ela se recuperou e pôde voltar ao trabalho, eu piorei da minha condição, pois não havia repousado os 30 dias. Senti dores mais fortes e aí eu precisei ficar, pelo menos, uma semana deitada fazendo o mínimo de esforço possível, mas já estava comendo melhor.

Nesse período eu não conseguia mais vir aqui escrever nada, não conseguia gravar vídeos e não conseguia fazer nada relacionado ao blog. Eu desanimei completamente e larguei mão. Eu até desfiz meu Home Office porque eu estava decidida a não tentar mais, já que eu sempre tentava e sempre dava errado.

Passou o tempo, me recuperei e fiquei doente. Uma tosse MUITO forte, bastante coriza. Mais um tempo de cama, lendo o dia todo, remédios e tal. Me recuperei, mas a tosse não ia embora. Fui ao médico e fui diagnosticada com bronquite aguda e levei um susto, nunca tive nada parecido!

Tomei os remédios, fui melhorando e, vez ou outra, eu postava alguma coisa no instagram/facebook, mas estava fazendo isso por obrigação, sabe? Blogar  se tornou um peso muito grande.

Fiz um desabafo sobre isso em uma foto e algumas pessoas me pediram pra não desistir, pois meus textos ajudavam muitas pessoas.

Fui orar sobre isso e o Senhor falou comigo que eu deveria continuar, a todo custo, com força, sem parar! Eu fiquei meio sem chão, eu não queria continuar, mas sabia que precisava, sabia no âmago da minha alma que eu precisava sentar a bunda na cadeira, abrir meu notebook e escrever. Eu só não sabia sobre o quê, já que as coisas que eu costumava falar já não eram mais tão presentes assim na minha vida.

Deus foi muito bom comigo e hoje eu poso dizer que não vivo mais a depressão, apenas tenho alguns pequenos momentos de desânimo que eu logo consigo identificar e alguns momentos de ansiedade que são mais difíceis de lidar.

Até foto de corpo inteiro eu consegui postar na internet! E eu morria de vergonha do meu corpo!!!

Eu inclusive consegui encontrar uma dieta e exercícios que funcionam pra mim e isso tem mudado a minha vida, mas esse assunto fica pro próximo post..

O Senhor Deus curou tantas feridas que eu abraçava e eu fiquei sem saber o que fazer depois, mas Ele é tão bondoso que me deu as ferramentas pra que esse “depois” fosse incrível.

Eu tenho vivido muitas coisas maravilhosas, inclusive as muitas dificuldades e problemas de saúde que eu tenho tido têm me ensinado mais do que eu esperava que fosse possível. Em alguns dias eu fico muito chateada por estar doente, mas na maioria eu sou grata a Deus por estar viva pra experimentar esses dias doentes.

Uma das coisas mais incríveis e espetaculares de todas é que dentro de 4 meses eu mudo para Europa! Eu já falei disso no meu instagram/twitter/facebook e meus amigos já estão cansados de me ouvir falando isso, mas aqui no blog eu ainda não havia anunciado nada.

De início eu ficarei seis meses em Dublin, Irlanda como estudante para aperfeiçoar o meu inglês e viver a loucura que é a vida de um intercambista por lá. Em seguida eu irei para a Áustria como au pair, uma espécie de babá estudante. Ficarei um ano na casa de uma família ajudando com a casa e as crianças, enquanto eu estudo alemão. Estou muito empolgada com isso e farei um post todo especial sobre esse assunto com os detalhes do meu intercâmbio, links e tudo mais pra que você também possa ir atrás, caso queira.

Foi uma luta muito grande chegar nesse estado de saúde mental onde eu consigo ir atrás dos meus sonhos, mas perceber que eu havia conquistado isso foi mais assustador ainda, pois por mais que eu quisesse muito isso, eu achava que nunca chegaria, eu já havia tentado por tantos anos… Mas aconteceu e eu estou aqui e estou amando essa nova vida.

Agora eu tenho vivido de forma simples e assertiva e é isso que irei compartilhar com você.

Muito obrigada por ler até aqui, obrigada por não desistir de mim e espero que possamos trilhar esse caminho juntos.

Até o próximo post.

Anúncios